Conecte-se conosco

Política

Policial penal quer fazer a diferença na Câmara Municipal de Porto Velho

Publicado

em

O policial penal Edevaldo Marcolino Neves, de 33 nos, passou parte de sua infância com os pais na roça e, depois de concluir os estudos e passar em um concurso público está decidido a lançar sua candidatura como pré-candidato vereador em Porto Velho.

Os pais hoje estão falecidos, mas Edevaldo não esquece os dias árduos de trabalho no sítio e sabe como poucos das dificuldades enfrentadas pela população mais carente, seja da zona urbana ou rural, e que muitas vezes não são levadas com seriedade pelos representantes do povo.

“Moro na zona Norte da cidade, que é um setor mais centralizado da cidade, e vejo o quanto ainda falta para que a população realmente tenha qualidade de vida. Aqui no Costa e Silva, por exemplo, a segurança é precária, a única creche que funciona em situações precarias e se formos analisar a fundo, há uma série de outras carências básicas aos moradores”, disse.

Edevaldo disse que tão importante quanto propostas é o trabalho, a confiança que o vereador possui com sua comunidade e seu comprometimento com aquilo que ele acredita ser certo. Para ele, a mudança na política é um caminho sem volta e o País precisa apostar nas novas lideranças e novas idéias.

Edevaldo é filho de Lindalva Ferreira Marcolina e Luís Gonzaga das Neves. Morou com os pais na região de Mutum-Paraná até os 13 anos, onde ajudava o pai a fazer farinha para vender, mas teve que vir para a cidade com a mãe para a cidade de Porto Velho com outro irmãos para terminar dos estudos.

Ele é casado há 14 anos com Matiule Mendes Bezerra, que também é Policial Penal, e pai de dois filhos – Antony e Geovana -. Reside no bairro Costa e Silva há mais de 20 anos, tendo estudado na Escola Maria Isaura e na Escola Marechal Castelo Branco.

“Sou filho dessa terra que me viu crescer e acho que devo a ela a minha colaboração. Pretendo ajudar minha comunidade e a inúmeras famílias da região onde moro, pois conheço a vida diária dessa comunidade e de sua luta”, finalizou.

Via Brasil 364


Compartilhe com os amigos
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

Juvino Publicidade