Ruim é pouco para descrever a situação caótica no transporte escolar da Prefeitura de Seringueiras, aponta auditoria do TCE/RO