Ministério Público se opõe a pedido postulado por Silas Borges, que pode ficar inelegível em mais um processo no TCE/RO