Conecte-se conosco

Jurídico

TCE/RO acata representação contra a Prefeitura de Nova Mamoré por irregularidades no transporte escolar

Publicado

em

Matéria após o anúncio

Irregularidades no transporte escolar, na quase maioria das prefeituras no Estado de Rondônia, viraram uma metástase. São raras as prefeituras que não cometem infrações desta natureza. E nesse setor onde existe mais corrupção, desvio de dinheiro público e muitos processos licitatórios fraudados, prejudicando a comunidade escolar, destruindo o dinheiro público que poderia ser usado para melhorar o ensino público e as estruturas das escolas e, principalmente, oferecer melhor cardápio à merenda escolar para os estudantes, que, muitos deles, não têm nada o que comer em suas casas.

Já está na hora de haver uma grande mobilização dos órgãos de controle externo, como Polícia Federal, Polícia Civil, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas do Estado de Rondônia e, notadamente, o envolvimento da comunidade com denúncias bem fundamentas contra as prefeituras que insistem em fraudar o contribuinte para prejudicar o transporte escolar, deixando milhares de acadêmicos sendo transportado em ônibus com muitos anos de uso, ou seja, quase imprestável.

Continua após o anúncio

O diário eletrônico do TCE/RO publicou, no dia de hoje (14.01.2020), irregularidades no transporte escolar na Prefeitura de Nova Mamoré. O conselheiro-relator Francisco Carvalho da Silva, acatou representação dos autos de número 00025/20, referente no pregão eletrônico nº 027/PMNM/2019, da locação de ônibus escolares para zona rural deste município. A representação foi postulada por Nélio Santos de Rivoredo Júnior e Cia Ltda, em face o chefe do executivo municipal senhor Claudionor Leme da Rocha.

Continua após o anúncio

O conselheiro determinou, em caráter de urgência, apuração severa sobre os fatos narrados na representação e caso elas sejam devidamente comprovadas por auditores da corte, certamente o certame será suspenso e os responsáveis serão punidos, evitando assim maiores prejuízos ao erário público.

Continua após o anúncio
Continua após o anúncio
Compartilhe com os amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Deixe seu comentário sobre a matéria acima
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Juvino Publicidade