Banner juvino publicidade

Regional

Polícia 23/11/2018 14:04 Fonte: Planeta Folha - Cristiano Lyra

Motorista que atropelou e matou duas irmãs e deixou a mãe em estado grave vai a júri popular no dia 29/11 em Rolim de Moura

Na época a tragédia abalou a todos da cidade de Rolim de Moura.

Após mais de dois anos do acidente que vitimou as jovens Karolaine de Souza Macedo de 19 anos e Karina de Souza Macedo de 18 anos e deixou a mãe delas Naide Gomes de Souza em estado gravíssimo, o suspeito Mauricio Bila, condutor do veículo Chevrolet/Cobalt que atropelou as vítimas que caminhavam na rua, vai a Júri Popular no próximo dia 29 (quinta-feira) de novembro, no Fórum de Rolim de Moura.

O atropelamento ocorreu por volta das 17h:20m do dia 20 de novembro no ano de 2016, na Rua Guaporé, no Bairro Olímpico. Ambas foram lançadas em cima da calçada de uma residência.

Karina morreu na hora e a irmã mais velha Karolaine, e sua mãe Naide foram socorridas ao hospital municipal local em estado grave por uma equipe do Corpo de Bombeiros, em seguida ambas foram encaminhadas ao hospital regional de Cacoal, mas devidos aos ferimentos, Karolaine faleceu na UTI no dia 21/11/2016, manhã seguinte ao do acidente. A mãe por sorte se recuperou e está em casa aguardando o julgamento do caso.

No dia do acidente, Mauricio Bila devido estar supostamente em alta velocidade e embriagado, teria tentado fugir do local, mas populares o interceptaram e por pouco não incendiaram o carro e o fizeram justiça com as próprias mãos. O crime abalou a cidade de Rolim de Moura na época.

Mauricio Bila chegou a ser preso, mas foi liberado, onde aguarda o julgamento em liberdade.

Mauricio Bila, é acusado de homicídio culposo e lesão corporal gravíssima previsto no artigo 121, caput, c/c artigo 18, inciso I, ambos do Código Penal, e artigos 129, §1º, inciso II, c/c artigo 18, inciso I, ambos do Código Penal (duas vezes), pelo acidente fatal que acabou ceifando a vida das irmãs Macedo.

A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público do Estado de Rondônia, representado pelo Promotor de Justiça, Dr. João Cláudio de Barros. O MP em sua denúncia reafirma que Bila, estava em alta velocidade e embriagado, e em determinado momento perdeu o controle do veículo vindo atingir mãe e filhas que estavam na calçada.

O julgamento do caso já foi adiado por duas vezes, e agora segundo os familiares está marcado para o próximo dia 29 deste mês de novembro.

A família pede encarecidamente da justiça, que o culpado seja punido no rigor da lei, e que o caso sirva de exemplo aos demais motoristas que não se embreagem antes de dirigir veículos.

O julgamento será à Júri Popular, ou seja, aberto ao público.

Mais informações também em nossa página no Facebook AQUI

Fonte: Planeta Folha - Cristiano Lyra


Cargando...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9842-96737

atendimento@planetafolha.com.br

2016 - 2018: Planeta Folha é uma publicação de Planeta Folha - ME. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização por escrita da direção, mesmo citando a fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato! ou fale diretamente com nossa redação - (Fale conosco pelo WhatsApp)
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo