Banner juvino publicidade

Política

Fora 04/09/2018 13:53 Fonte: Rondônia ao Vivo

MPE exige que Capixaba deixe imediatamente o horário gratuito de rádio e televisão

Nilton Balbino, o “Capixaba”, foi condenado à pena de 6 anos e 10 meses de reclusão pelo STF no caso dos Sanguessugas

O Ministério Público Eleitoral (MPE) impetrou nesta terça-feira com um pedido de urgência (tutela provisória), para que o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE) determine o fim de gasto de dinheiro público por parte do deputado federal Nilton Balbino, o “Capixaba”, condenado à pena de 6 anos e 10 meses de reclusão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no caso dos Sanguessugas.O MPE também exige que Capixaba deixe imediatamente o horário gratuito de rádio e televisão.

Na petição ao TRE, procurador regional eleitoral Luiz Gustavo  Mantovani argumenta que o parlamentar, após a condenação na instância máxima do judiciário brasileiro, teve negado embargos declaratórios e a manutenção de sua candidatura é uma afronta. Assim, ele permanece inelegível.

O procurador afirma que pelos ritos próprios para julgamento do processo do registro, a demora seria grande. “O dano à normalidade e legitimidade do pleito é irreparável, do mesmo modo que, ante a demora da Justiça Eleitoral em obstar o registro da candidatura, também não será possível repetir os recursos públicos desperdiçados. Urgente, portanto, o liminar impedimento da utilização do horário eleitoral gratuito e do dispêndio dos recursos públicos do FP e do FEFC pela parte impugnada até o indeferimento definitivo de seu requerimento de registro”. Nilton Capixaba já teria recebido para gastar em sua campanha eleitoral cerca de R$ 1.150.000. 

Para o Ministério Público Eleitoral não há qualquer perspectiva para que Capixaba tenha o deferimento do registro, há grande dispêndio de gastos públicos e ainda manipula o eleitor. “A utilização de recursos públicos atrai a obrigatória incidência de normas de direito público e do controle, na defesa do patrimônio público em atenção ao princípio da indisponibilidade do interesse público. Tanto assim que vigora a obrigação de prestar contas, de fundamento constitucional, e outras inúmeras restrições ao dispêndio dos valores dos fundos pelos partidos e candidatos”. 

CLIQUE E CONFIRA O PEDIDO DO MPE 

Além dos pedidos para que cesse a utilização e dinheiro público em poder de Capixaba e que deixe de aparecer no horário eleitoral gratuito, o MPE requer ainda o depósito em conta bancária judicial do montante que está na conta de candidato, movimentada por sua própria esposa, Hosana Meire da Silva Balbino.


Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9842-96737

atendimento@planetafolha.com.br

2016 - 2018: Planeta Folha é uma publicação de Planeta Folha - ME. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização por escrita da direção, mesmo citando a fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato! ou fale diretamente com nossa redação - (Fale conosco pelo WhatsApp)
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo