Banner juvino publicidade

Política

Juridico 07/12/2017 19:40 Fonte: Planeta Folha - por Dr. Ronan Almeida de Araújo

Ex-servidor da Prefeitura de Costa Marques trabalhou nove meses sem receber salário

O senhor João Carlos Duran Soliz procurou a nossa redação para relatar que ingressou nos quadros da Prefeitura de Costa Marques no dia 12.01.2017 exercendo o cargo de serviços diversos, atuando mais na área de coveiro, jardinagem, lixeiro, trabalhando de segunda a sexta, das 07:00 às 17:00 horas. O salário combinado era de R$ 1.000,00 (mil reais). Porém, Mirandão orientou o trabalhador a constituir uma microempresa para prestar serviços variados para a prefeitura com múltiplas atividades, como por exemplo, instalações hidráulicas, pinturas, alvenaria, limpeza de prédios, reparação e manutenção de computadores, treinamento em informática e equipamentos eletrônicos. A empresa foi constituída na Junta Comercial do Estado de Rondônia no dia 20.04.2017 por nome de J.C.DURAN SOLIZ SERVIÇOS ( ME), inscrita no CNPJ sob o número 27.568.752/0001-00, inscrição estadual 4771397 e registro geral 11100845729. No mesmo dia, o trabalhador requereu junto à prefeitura alvará de funcionamento de sua empresa para iniciar serviços ao município de Costa Marques. O trabalhador gastou R$ 2.000,00 (dois mil reais) para constituir a sua empresa e teve de vender uma freezer para custear as despesas oriundas da abertura de sua firma.

ATENÇÃO: Quer acompanhar mais informações exclusivas? CURTA nossa página no Facebook, CLICANDO AQUI!

Após a abertura de empresa, o trabalhador continuou exercendo seu cargo na prefeitura de serviços gerais, sem portanto prestar trabalho como microempresário porque o prefeito alegava que era para ele esperar que logo sua empresa seria contratada para iniciar suas atividades ao município. Porém, o tempo foi passando e sua empresa não foi contratada pela prefeitura e mesmo assim o trabalhador continuou prestando serviços variados para a prefeitura construindo pontes na zona rural e fazendo roçagem de grama nas avenidas e na praça da cidade de Costa Marques. 

O funcionário era lotado na Secretaria de Obras da prefeitura de Costa Marques e sempre foi um servidor dedicado, porém não valorizado pela administração que alegava não ter condições financeiras de pagar o salário do trabalhador. Durante os nove (09) meses trabalhados para a prefeitura, o mesmo não foi nomeado por portaria porque a administração queria que seus serviços fossem feitos por sua empresa para fazer inúmeras atividades para o município. O último trabalho prestado pelo o ex-servidor para a prefeitura foi na desmontagem da ponte após o término do festival de praia de Costa Marques, que foi realizado do dia 14 a 18 de setembro passado. 

Cansado de esperar por uma solução em ser nomeado ou ter sua empresa contratada pela Prefeitura de Costa Marques e principalmente sem receber seu salário, o ex-servidor percebeu que estava sendo enganado e explorado pela administração e então resolveu deixar o seu trabalho para fazer algum “bico” na cidade evitando enfrentar mais necessidade de ordem financeira até porque tem uma filha menor e paga pensão alimentícia no valor de R$ 300,00. Para evitar de ser preso, o ex-servidor teve de pedir dinheiro emprestado a amigos para cumprir sua obrigação alimentícia com sua filha e com a justiça da comarca de Costa Marques. O trabalhador pretende agora buscar seus direitos trabalhistas pedindo pagamento de nove (09) salários atrasados, rescisão contratual e indenização por dano moral em razão de ter ficado esse tempo trabalhando para a prefeitura sem receber seus proventos combinados com a administração municipal, porém não honrados pelos setores competentes do poder executivo municipal. 

Texto: Ronan Almeida de Araújo é proprietário do site Girocentral e jornalista registrado sob o número 431/98/RO. 


Veja também sobre Politica
Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo