Banner juvino publicidade

Polícia

Tragédia 06/01/2018 20:38 Fonte: Folha do Sul Online

Garota de 13 anos testemunha namorado ser assassinado a tiro e pauladas em Chupinguaia

“Você vai morrer por causa do Lucas", disse um dos assassinos

O relato descrito no Boletim de Ocorrência Policial sobre o assassinato do jovem Josimar Rodrigues da Silva de Sá (FOTO), 21 anos, em Chupinguaia, revela que o rapaz foi executado com requintes de crueldade apenas por ser amigo do verdadeiro alvo da ação, identificado como “Lucas”.

ATENÇÃO: Acompanhe mais noticias EXCLUSIVAS, curtindo nossa página no Facebook, CLIQUE AQUI. 

O crime aconteceu na noite de ontem (sexta-feira, 05) na região central de Chupinguaia. A vítima foi baleada no tórax e ainda levou pauladas na cabeça, chegando a ser socorrida, mas morreu no hospital. O ataque contra Josimar foi testemunhado por sua namorada, uma garota de 13 anos que só escapou porque não foi vista pela dupla de assassinos.

Segundo a adolescente, quando alguém bateu na porta da casa onde estava em companhia do namorado Josimar, ela perguntou quem era. Alguém respondeu que era a polícia, mas a menor olhou pela fresta da parede e não viu nenhuma viatura. Decidiu ficar em silêncio, junto com o namorado.

Momentos depois, dois homens derrubaram a porta com um chute e entraram. A menina se escondeu e não foi vista, mas testemunhou um dos invasores perguntar pelo tal “Lucas”, que seria amigo do casal. Em seguida, um dos homens apontou a arma para Josimar e disse: “Por causa do Lucas, você vai morrer”.

Conforme a menor, um dos homens mora na cidade, onde é conhecido como “Tiziu”. Ele estava com uma garrucha, mas o disparo de revólver contra a vítima foi feita pelo outro, que a testemunha não conseguiu identificar. A adolescente disse que Tiziu chegou a orientar o parceiro a concluir o serviço, dizendo a ele: “Puxa [o gatilho] de novo!” Com Josimar baleado e sangrando, Tiziu o atingiu com as pauladas na cabeça e depois fugiu junto com o comparsa.

CAÇADA A LUCAS

Horas antes do crime, um homem esteve na mesma casa, no momento em que a garota também estava presente. De acordo com ela, o estranho “fixou o olhar em Lucas” e o chamou para conversar, mas o rapaz não saiu da casa. Vendo que o homem estava armado, a garota acionou a polícia, que não o encontrou. Lucas, o pivô do crime, ainda não foi localizado.


Veja também sobre Polícia Vilhena Chupinguaia
Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9992-49411

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo