Banner juvino publicidade

Polícia

Covardia 26/12/2017 21:20 G1

'Minha filha morreu com fome', diz mãe de menina morta por policiais militares

A mãe da criança, Daiane Caetano, relatou que o último pedido da filha foi para comer açaí.

“Minha filha morreu com fome”, relatou Daiane Caetano, mãe da menina de 9 anos que morreu após ser atingida nas costas por dois tiros feitos por um policial militar, segundo a Polícia Militar do Piauí (PM-PI), durante a madrugada desta terça-feira (26), na zona Leste de Teresina. De acordo com ela, a família estava indo para um ponto de venda de açaí quando tudo aconteceu.

"Minha filha sentiu fome, ela disse que queria açaí e quando a gente estava indo meu esposo foi fazer um retorno e passou um pouco em cima do meio fio. O carro da polícia já estava parado e quando o policial viu começou a seguir, ele viu pelo retrovisor e eu disse que iriamos ser multados porque estávamos sem o bebê conforto”, contou Daiane Caetano.

Segundo ela, o marido tentou fugir da parada, mas desistiu depois. “Ele começou a andar rápido e a polícia atrás de nós. Aí a polícia ligou a sirene e assim que a gente ouviu, meu marido deu sinal e encostou o carro, assim que a gente parou eles começaram a atirar”, afirmou Daiane.


Cinco tiros contra o veículo


Segundo o comando da PM, os militares relataram que dispararam cinco vezes contra o veículo e duas vezes para o alto. Dois dos disparos atingiram as costas menina, a mãe foi atingida no braço, e o pai da criança, o cantor Evandro Costa, de 31 anos, foi atingido na cabeça.

Eles foram socorridos em seguida e atendidos no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Conforme a assessoria de comunicação do HUT, os pais da criança foram internados no hospital, receberam atendimento e Daiane já teve alta. Evandro continua internado porque apresentou uma hemorragia. Ele está consciente e orientado, mas sem previsão de deixar o hospital.

Os policiais militares que participaram da ocorrência, soldado Aldo Barbosa Dornel e cabo Francisco Venício Alves, foram autuados pela Corregedoria da Polícia Militar, e estão presos no Presídio Militar.


Veja também sobre Piauí Brasil
Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9992-49411

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo