Banner juvino publicidade

Polícia

A casa caiu! 02/12/2017 10:15 Fonte: News 365

Pobretão mata dono de imóvel avaliado em 2 milhões e à 03 anos se passava como milionário, ele foi preso

Fingindo negociar com verdadeiro dono, criminoso ocultou cadáver e se passou por comprador, a farsa inciou ainda em 2014 e só foi descoberta agora...

Um caso descoberto ainda nesta sexta-feira (1) no Rio de Janeiro chocou moradores da região da Zona Oeste. Os policiais civis da Divisão de Homicídios (DH) descobriram que há três anos um homem assassinou o dono de um imóvel avaliado em R$ 2 milhões e desde então se passa de novo dono da residência. As investigações foram concluídas depois que as autoridades conseguiram provas que comprovassem o sumiço do verdadeiro dono e a verdadeira identidade do criminoso. 

Paulo Roberto Ituy Prença, de 42 anos, iniciou uma negociação com o verdadeiro dono do imóvel, que está localizado dentro de um condomínio de luxo no Rio de Janeiro. O homem, identificado como Evandro Bento da Silva, de 58 anos, estava vendendo a residência, e não esperava que o comprador fosse, na verdade, um assassino. A falsa negociação, que tinha apenas um objetivo, foi concluída da maneira esperada por Prença depois de alguns meses. 

ATENÇÃO: Quer acompanhar mais informações exclusivas? CURTA nossa página no Facebook, CLICANDO AQUI!

No dia combinado para a entrega do imóvel e do dinheiro, o suspeito decidiu assassinar Evandro e ainda esconder o cadáver, que ainda não foi localizado pelas autoridades e nem deve ser encontrado, ainda mais que o crime aconteceu em 2014. A Polícia Civil fez a conexão de Prença com o desaparecimento porque o homem vive no imóvel desde o dia em que o verdadeiro dono desapareceu. As autoridades também sabem que apenas a vontade de ter a residência foi a grande motivação do crime - pelas investigações, os dois não se conheciam antes de as negociações começarem. 

Esse tipo de crime é mais comum na zona rural, em fazendas mais afastadas, de uma maneira que fica fácil para criminosos matarem os verdadeiros donos e assumirem como mandantes dos locais. No caso acima, os policiais não revelaram se Evandro tinha companheira ou até se familiares que ficaram preocupados com o desaparecimento dele. Nas redes sociais, chama atenção o tempo que Prença conseguiu ficar com o imóvel se passando como um milionário. Com o suspeito, as autoridades devem conseguir a informação de onde pode estar o corpo de Evandro, para assim encerrar as investigações. 


Veja também sobre Polícia Rio de Janeiro
Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo