Anigif  3

Polícia

Tragédia 06/11/2017 13:25 Fonte: Revista Veja

DENTRO DA SALA - Jovem de 16 anos é morta com 11 tiros no rosto em escola de Goiás

Raphaella Novinski estava na sala de aula quando foi atingida por ex-aluno. Ele queria namorar, mas era rejeitado

Uma estudante foi morta a tiros nesta segunda-feira, 6, dentro de uma escola em Alexânia, Goiás. Raphaella Novinski tinha 16 anos e estava no 9º ano do ensino fundamental do Colégio Estadual 13 de Maio. Ela levou 11 tiros no rosto, disparados por um ex-aluno, de 19 anos, da mesma escola.

O suspeito,  segundo a delegada Rafaela Wiezel, que assumiu o caso, é Misael Pereira Olair. Em depoimento à polícia, Misael disse que decidiu matar a menina porque “sentia ódio dela”. O rapaz entrou na escola e matou a menina dentro da sala de aula. “Ele contou que tentou namorar Rafaela várias vezes, mas sempre era rejeitado. E a cada vez que dava errado, ele sentia esse ódio crescendo dentro dele. Foi então que comprou a arma”, afirmou a delegada a VEJA. Misael relatou ter conhecido a menina pelo Facebook e que morava próximo a ela em Alexânia.

Mais informações em nossa página no Facebook: CLIQUE AQUI E CURTE A NOSSA PÁGINA! 

A delegada disse ainda que, ao questionar o adolescente do motivo de ter atirado no rosto de Rafaela, ele respondeu: “Porque queria que ela morresse logo e não sentisse dor”.

Misael foi preso em flagrante. Junto com ele, a polícia encontrou a arma do crime, uma faca, uma máscara e veneno. “Ele disse que ia cometer suicídio depois de matar Rafaela”, afirmou a delegada. O adolescente foi levado para a Unidade Prisional de Alexânia. A pena de Misael pode chegar a 30 anos de prisão, por feminicídio.


Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772 - (69) 9937-71115

atendimento@planetafolha.com.br

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo