Polícia

MORTOS NO TAQUARUÇU EM COLNIZA 20/04/2017 19:05 Folha Max

Grupo de encapuzados é responsável por chacina na zona rural de Colniza em MT

Região é conhecida por conflitos entre fazendeiros e assentados

Homens encapuzados teriam chegado atirando contra moradores da gleba Taquaruçu do Norte, na área rural do município de Colniza (a 1.065 quilômetros de Cuiabá), na manhã desta quinta-feira (20). O crime culminou em uma chacina que vitimou, ao menos, dez pessoas, entre elas crianças, adultos e idosos. Os assassinatos teriam sido motivados por conflitos agrários, que permeiam a região.

As informações iniciais apontavam que havia de seis a dez mortos na região. Porém, o número pode ser superior, conforme informaram agentes de segurança que trabalham no município. Além das vítimas fatais, há diversas pessoas feridas e outras desaparecidas. Muitas delas teriam se refugiado na mata, ao notar o ataque dos criminosos.

Informações preliminares, divulgadas pelo Governo do Estado, apontam que a chacina tenha sido feita por um grupo denominado “Encapuzados”, que faz a segurança de fazendeiros da região.

A gleba Taquaruçu do Norte é marcada por insegurança desde o seu surgimento, em razão do conflito agrário que permeia o local. Diversos registros de mortes ocorreram na região, por conta da disputa de terras. Investigações apontaram que tais crimes foram praticados por pistoleiros.

Atualmente, cerca de cem famílias vivem na região, afastada a 200 quilômetros de Colniza. Diversos agricultores da gleba estão ameaçados de morte. O perigo sempre foi relatado por pessoas que vivem com suas famílias no lugar.

Conforme relatos de moradores, a insegurança e o constante medo de serem vítimas de crimes, em decorrência da disputa de terras, é parte do cotidiano das famílias que vivem em Taquaruçu do Norte.

Na tarde desta quinta-feira, após a divulgação da chacina, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) convocou uma força-tarefa para auxiliar nas diligências.

Por ser considerada uma área afastada, as Polícias Civil e Militar do Município recorreram à Sesp para auxiliar no caso. A pasta informou que enviou um helicóptero, que está em Juína, para ir ao local do crime. Porém, devido ao clima, a aeronave ainda não decolou e está aguardando autorização para seguir à região.

“As equipes especializadas da Polícia Militar e da Polícia Civil já foram mobilizadas e colocadas de prontidão para ir até Colniza. Aeronaves estão preparadas no hangar do Ciopaer para decolar até Colniza, contudo, o mau tempo não permitiu o voo ainda, mas assim que tiver possibilidade, os policiais vão embarcar”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas.

VEJA MAIS

Chacina deixa até 10 mortos em região rural de Colniza em Mato Grosso 


Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772 - (69) 9937-71115

atendimento@planetafolha.com.br

Planeta Folha nas redes sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo