Banner juvino publicidade

Mato Grosso

Polícia 22/03/2018 19:22 Fonte: Olhar Direto

Delegado grava contrabandista oferecendo R$ 60 mil em propina para ser 'liberado' de flagrante

“O Brasil está essa m** por causa de pessoas iguais ao senhor, por causa de pessoas que estão no meu lugar e que aceitam essa m**, mas eu não aceito. O senhor vai me desculpar, mas o senhor pegou a equipe errada, os policiais mais honestos dessa cidade estão na equipe do GARRA. Então infelizmente para o senhor, o senhor vai responder, além do processo de contrabando e descaminho, por corrupção passiva”. (ASSISTA AO VÍDEO COMPLETO)

O delegado regional de Sinop, Sergio Araújo Ribeiro, gravou um vídeo em que um contrabandista oferece R$ 60 mil para que ele o liberasse de um flagrante para seguir viagem e vender as caixas com maços de cigarro contrabandeado que transportava. O homem, identificado como Wagner Gomes Ferreira, de 46 anos, já estava oferecendo propina desde o momento em que foi preso na estrada, para a equipe do Grupo Armado de Resposta Rápida (GARRA). Quando chegaram à delegacia, o delegado resolveu gravar a conversa. O fato ocorreu no dia 9 de março.

De acordo com o delegado, a Delegacia Regional de Sinop recebeu uma denúncia da Polícia Civil de que um caminhão com carga ilegal passaria por aquela região. Ele foi com três equipes por onde o caminhão passaria.

“O delegado que investigava me ligou e falou que um caminhão que carregava uma carga ilícita, podia ser droga, passaria. Aí passou as informações do caminhão, falou que à frente deste caminhão vinha um carro. Aí peguei a minha equipe aqui do GARRA e mais duas equipes em carros descaracterizados aí fomos para a estrada por onde eles passariam”, contou o delegado.

Os policias então abordaram o caminhão e encontraram cigarro contrabandeado. O motorista os informou que o dono da carga tinha acabado de passar a frente em um carro. Uma das equipes então seguiu e conseguiu abordar o homem e no veículo também foi encontrado cigarro contrabandeado. O suspeito foi preso.

“No meio do caminho de volta ele começou a ofertar propina para a minha equipe, e chegando na delegacia, enquanto os policiais contavam a carga para ver a quantidade de cigarro, e ele ficava falando para mim ‘doutor, posso falar em particular com o senhor?’, insistindo, aí eu saquei que ele queria oferecer propina para mim de novo. Aí falei para um policial, ele foi na minha sala, escondeu um celular e colocou para gravar”.

O delegado ouviu o homem em sua sala e após alguns minutos de conversa o contrabandista ofereceu dinheiro para que o delegado o “ajudasse”.

“Por isso que eu falei para você, se você pudesse me ajudar, nós vamos fazer um negócio aí. [...] Eu entregaria umas 60 delas aí e passava o dinheiro tudinho. Dava uns R$ 60 mil. Eu entregaria para o cliente rapidão, e assim, em duas semanas eu te passava este valor. Eu sei que não é legal, mas de coração, se você puder me ajudar”, disse o homem para o delegado.

De acordo com o suspeito, ele transportava cerca de 153 caixas, com 50 maços em cada, e cada caixa valendo R$ 900. O delegado então repete que o homem está preso e será encaminhado para a Polícia Federal, junto com as filmagens.

“O senhor está preso, vai ser encaminhado para a Polícia Federal . Inclusive isso que o senhor está fazendo chama-se corrupção passiva, o senhor não pode tentar me corromper, isto está errado”.

No vídeo o delegado classifica o crime como corrupção passiva, ele disse que se enganou no momento e que na realidade é crime de corrupção ativa. O homem foi preso pelos crimes de contrabando, descaminho e corrupção ativa.

Ao final do vídeo o delegado ainda faz um desabafo, criticando a atitude do bandido e também de policiais que aceitam este tipo de oferta.

“O Brasil está essa m** por causa de pessoas iguais ao senhor, por causa de pessoas que estão no meu lugar e que aceitam essa m**, mas eu não aceito. O senhor vai me desculpar, mas o senhor pegou a equipe errada, os policiais mais honestos dessa cidade estão na equipe do GARRA. Então infelizmente para o senhor, o senhor vai responder, além do processo de contrabando e descaminho, por corrupção passiva”.

A oferta de propina acontece após os 6 minutos.


Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9842-96737

atendimento@planetafolha.com.br

2016 - 2018: Planeta Folha é uma publicação de Planeta Folha - ME. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização por escrita da direção, mesmo citando a fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato! ou fale diretamente com nossa redação - (Fale conosco pelo WhatsApp)
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo