Jurídico

Fraudes 30/09/2017 22:29 Fonte: G1 de Rondônia

Homem perde quase R$ 18 mil no golpe da lista telefônica em Vilhena

Empresa de lista telefônica entrou em contato para fazer a atualização cadastral gratuita. 'Isso serve de alerta para todo mundo', diz vítima.

Um gerente de empresa, de 34 anos, procurou a Delegacia de Polícia Civil de Vilhena (RO), na manhã deste sábado (30), para registrar um golpe. Uma empresa de lista telefônica entrou em contato para fazer a atualização cadastral e afirmou que o procedimento era gratuito. Contudo, depois disso, fez diversas cobranças, ameaçando colocar o nome do estabelecimento comercial na lista dos inadimplentes. A vítima perdeu a quantia de R$ 17.864.

O homem contou ao G1 que a empresa entrou em contato com o estabelecimento onde trabalha, pedindo para fazer uma atualização de cadastro. “A mulher se identificou como Iraci e disse que era para atualização da lista telefônica. Ela disse que não havia nenhum custo e enviaram um email”, explicou.

Depois de alguns dias, a empresa onde a vítima trabalha foi notificada com uma solicitação de pagamento de serviços de publicidade, lista telefônica impressa e online. A secretária que atendeu as cobranças, induzida pelos representantes da empresa, fez depósitos que totalizaram o valor de R$ 17.864.

“Eu não estava na empresa. Estava em viagem e cheguei ontem. Ela [secretária] acreditou que eu teria assinado alguma coisa e que a dívida poderia aumentar caso não pagasse. Com isso, negociou com eles e fez os pagamentos”, contou.

O valor pago à empresa de publicações saiu da conta pessoal do gerente, que agora pretende procurar o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon). “Procurei na internet e vi várias reclamações sobre esta empresa, até imprimi para apresentar na delegacia. Isso serve de alerta para todo mundo, para que não caiam no golpe também. É preciso avaliar e verificar tudo antes de tomar qualquer atitude”, adverte.

O G1 entrou em contato com a empresa citada pela vítima, mas as ligações não foram atendidas. O caso será investigado pela Polícia Civil.


Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772 - (69) 9937-71115

atendimento@planetafolha.com.br

Planeta Folha nas redes sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo