Banner juvino publicidade

Esporte

Esportes 06/05/2018 23:58 Fonte: Em

Com gol de zagueiro Dedé, Cruzeiro bate Botafogo e vence a primeira no Brasileiro

Com gol de zagueiro Dedé, Cruzeiro bate Botafogo e vence a primeira no Brasileiro

O Cruzeiro contou com a competência do zagueiro Dedé na bola aérea para conquistar sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro, neste domingo, no Mineirão. Aos 26min do segundo tempo, o defensor subiu mais que a marcação do Botafogo e testou firme, sem chances para Jefferson, fazendo o gol do triunfo celeste por 1 a 0, em jogo válido pela quarta rodada (assista abaixo).

Graças a Dedé, o Cruzeiro encerrou um jejum de três partidas sem balançar a rede pela competição nacional. Se passasse em branco, o elenco de 2018 superaria negativamente a equipe de 1988, que empatou por 0 a 0 com Atlético, Sport e Atlético-PR e só foi às redes no jogo com o Internacional (empate por 2 a 2).

Com o bom resultado em casa, o time de Mano Menezes deixou a zona de rebaixamento e subiu provisoriamente para o 14º lugar, somando quatro pontos. O próximo jogo será contra o Sport, às 11h de domingo (13/05), também no Mineirão.

Já o Botafogo, que está em 12º lugar da Série A, com cinco pontos, volta suas atenções para a Copa Sul-Americana. Na quarta-feira, às 21h45, haverá o duelo de volta da primeira fase, contra o Audax Italiano (Chile), no Estádio Nilton Santos. Na ida, o alvinegro da estrela solitária ganhou por 2 a 1. Já na segunda-feira (14/05), às 20h, a equipe treinada por Alberto Valentim enfrentará o Fluminense, também no Nilton Santos, pela quinta rodada do Brasileiro.

O jogo

O técnico Mano Menezes apostou na manutenção da escalação, já que a equipe considerada titular vinha de duas goleadas pela Copa Libertadores, sobre Universidad de Chile (7 a 0, no Mineirão) e Vasco (4 a 0, em São Januário). O meia Arrascaeta, que chegou a ser considerado dúvida por não ter participado dos dois últimos treinamentos com bola, foi confirmado. E o Cruzeiro foi superior ao Botafogo no primeiro tempo em termos de domínio de jogo. Na posse de bola, por exemplo, chegou a 57%. Contudo, faltou caprichar mais nas finalizações. De nove chutes a gol, apenas os de Thiago Neves, aos 29min, e Arrascaeta, aos 42min, exigiram boas defesas de Jefferson. O goleiro Fábio, por sua vez, não trabalhou tanto, porém contou com a sorte aos 19min, quando o alvinegro Leo Valencia cobrou falta no travessão.

Na volta para o segundo tempo, o Cruzeiro manteve maior volume de jogo, mas não conseguiu chutar a gol nos instantes iniciais. Isso fez com que Mano Menezes optasse pela entrada de Raniel, aos 17min. O atacante substituiu Sassá, que contabilizou quatro gols na Libertadores, porém foi figura apagada no duelo com o ex-clube. Logo nos primeiros lances, o camisa 17 recebeu assistência de Rafinha e soltou a bomba da entrada da área. Jefferson espalmou. Aos 20min, foi a vez de Arrascaeta perder boa oportunidade: ele matou no peito após bola mal afastada pelo goleiro do Botafogo e chutou sem direção.

Se por baixo estava difícil para o Cruzeiro marcar, a solução foi recorrer ao jogo aéreo. Aos 27min, Arrascaeta cobrou escanteio no primeiro pau, e Dedé cabeceou firme para o fundo das redes: 1 a 0. O zagueiro, que quase havia balançado a rede em várias partidas do Campeonato Mineiro, finalmente conseguiu o tão sonhado gol desde que se recuperou de maneira definitiva de lesão no joelho esquerdo. Além disso, ele impediu que a Raposa amargasse o quarto confronto seguido sem marcar no começo do Brasileiro. Seria a pior sequência da história do clube na competição.

Com a equipe em vantagem, Mano Menezes fez algumas substituições estratégicas. Robinho entrou no lugar de Thiago Neves para cadenciar o jogo no meio-campo. Já Bruno Silva, volante de força física, substituiu Rafinha para reforçar a marcação pelo lado direito. O Cruzeiro ainda esteve perto de ampliar aos 36min, em chute de Arrascaeta, e aos 41min, quando Raniel se atrapalhou ao tentar driblar na grande área e finalizou em cima da defesa do Botafogo. No fim das contas, o 1 a 0 ficou de bom tamanho e representou a primeira vitória celeste no Brasileiro.

CRUZEIRO 1X0 BOTAFOGO

CRUZEIRO
Fábio; Lucas Romero, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Rafinha (Bruno Silva, aos 33min do 2ºT), Thiago Neves (Robinho, aos 29min do 2ºT) e De Arrascaeta; Sassá (Raniel, aos 17min do 2ºT)
Técnico: Mano Menezes

BOTAFOGO

Jefferson; Marcinho, Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso (Kieza, aos 30min do 2ºT), Matheus Fernandes, Renatinho e Leo Valencia (João Pedro, aos 20min do 2ºT); Rodrigo Pimpão (Luiz Fernando, no intervalo) e Brenner
Técnico: Alberto Valentim
Gol: Dedé, aos 26min do 2ºT (CRU)
Cartões amarelos: Henrique, aos 45min (CRU); Rodrigo Lindoso, aos 9min do 1ºT. Gilson, aos 5min, Luiz Fernando, aos 8min, Matheus Fernandes, aos 46min do 2ºT (BOT)
Motivo: 4ª rodada do Brasileiro
Estádio: Mineirão
Data: domingo, 6 de maio de 2018
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Daniel Luiz Marques (SP)
Assistentes adicionais: Adriano de Assis Miranda e Ilbert Estevam da Silva (SP)
Pagantes: 17.049
Presentes: 20.908
Renda: R$ 391.830,00


Cargando...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9842-96737

atendimento@planetafolha.com.br

2016 - 2018: Planeta Folha é uma publicação de Planeta Folha - ME. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização por escrita da direção, mesmo citando a fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato! ou fale diretamente com nossa redação - (Fale conosco pelo WhatsApp)
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo