Entretenimento

Projeto reconstrutivo 01/05/2017 15:08 G1 de Ariquemes

Para recuperar área de nascente degradada, praça é construída em Ariquemes

Espaço abandonado servia de depósito de lixo e esconderijo de criminosos. Parcerias possibilitaram a transformação de uma área alagada no Parque das Nascentes.

A ideia de transformar uma área degradada próxima ao centro de Ariquemes já apresenta resultados. O espaço, que tem nascentes degradadas, é desconhecido pela maior parte da população e fica no Setor 2, com mais de 15 mil metros quadrados. A construção de uma praça no local ajuda na recuperação das fontes de água.

A construção do governo do estado é executada com parceria entre o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), moradores da região e empresas da cidade.

A assessora Darlete Aguetoni ficou responsável por acompanhar a transformação do local e conta como surgiu a ideia do Parque das Nascentes.

Um empresário doou mais de 700 caçambas de terra para aterrar o local que era um grande buraco, cheio de lixo e mato sobre as nascentes, e servia de esconderijo para criminosos.

Segundo o governo, até agora foram gastos R$ 450 mil e o custo total não deve ultrapassar os R$ 500 mil por conta das parcerias entre órgãos e empresários, que vão emprestando equipamentos e doando materiais.

A maior parte da construção está sendo executada por servidores do DER, mas também houve a participação da mão de obra de moradores do bairro e apenados do sistema penitenciário.

No local também acontece o projeto “Colorindo vidas”, que foi criado para transformar o visual ao redor do parque. “Como antes a área era desvalorizada, a maioria das casas tinham os fundos voltados para onde hoje é a praça e tinham a aparência descuidada”, lembra a responsável pela construção do parque.

 No projeto, empresas doam as tintas e os moradores pintam as casas e cercas ao redor do espaço. O projeto teve inspiração nas favelas de Cartagena, cidade colombiana famosa pela paisagem colorida. A ideia é também movimentar o comércio local e a economia da cidade.

Entre os moradores do entorno da praça é unânime a aprovação da transformação do lugar, mas eles também têm em comum a preocupação com a manutenção do espaço. "Esse parque é uma ideia muito boa para a sociedade que mora aqui. Mas tem que ter alguém para cuidar dele depois que ficar pronto, se não vão destruir esse lugar aqui”, argumenta Pedro Isidoro, morador da localidade.

Já o jardineiro Arnaldo Carvalho lembra do espaço antes da revitalização e conta que ajuda a cuidar do ambiente. “Quando eu cheguei aqui isso aí era um brejão meio abandonado. Agora eu trato dos peixes do lago, ajudo no que for preciso. Da minha parte na limpeza ou jardinagem, no que precisar eu ajudo pra manter ela bonita”, diz Arnaldo Carvalho.

Um trabalho de conscientização está sendo feito com as crianças do bairro para que estas plantem árvores e as adotem para ajudar na preservação da praça. A conclusão das obras está prevista para o fim do primeiro semestre deste ano.


Veja também sobre Meio Ambiente Entretenimento

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772 - (69) 9937-71115

atendimento@planetafolha.com.br

Eu curto o Planeta Folha!

Licença Creative Commons
Os conteúdos e dados deste site estão publicados sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional — Atribuir Fonte - Compartilhar Igual..
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo