Banner juvino publicidade

Educação

Politica 04/03/2018 23:24 Fonte: Planeta Folha - Ronan Almeida de Araújo

A omissão do vice-governador diante da greve dos professores do Estado de Rondônia

Os professores da rede pública de ensino estão de greve há duas semanas por melhorias salarias e condições de trabalho. Suas reivindicações são justas porque pertencem a uma das categorias mais desvalorizadas do Brasil. Pouquíssimos governantes investiram na educação e a ex-presidente foi, para mim, a gestora que mais se esforçou para tirar o país dessa triste classificação que coloca o ensino nacional como um dos piores do mundo. Já disse e nunca vou cansar de dizer: sem educação não há salvação e o Brasil jamais vai ser considerado uma nação séria e deixar de vista como uma sociedade de terceiro mundo caso não promova mudanças estruturais na educação, a começar em aumentar de forma significativa o salário dos professores.

Pois bem. Em Rondônia, o governador Confúcio Moura sempre tratou os professores como uma espécie de cidadão de quinta categoria. Nunca dialogou com a direção do Sintero e sempre manda alguém para representá-lo como agora na greve deflagrada pela categoria a nível estadual, com adesão de 90% dos professores. Na primeira rodada de conversação, quem esteve “representando” o governador foi o presidente da Assembléia Legislativa deputado Maurão de Carvalho (MDB), pré-candidato à sucessão do atual chefe do poder executivo estadual. Confúcio Moura indicou a pessoa errada porque o deputado Maurão de Carvalho não é membro do governo e sim representante do legislativo estadual. Mourão poderia representar o parlamento, menos o executivo. Mais uma vez o governador mostrou sua ignorância e arrogância à classe dos professores e na campanha eleitoral que será iniciada em breve, os professores precisam dar o troco: fazer campanha contra ele para não conseguir obter uma vaga ao Senado Federal. Chumbo trocado não dói.

Agora o que mais me está impressionando é a omissão de Daniel Pereira (PSB), vice-governador, que até agora não se manifestou sobre as reivindicações merecidas do movimento paredista. Daniel Pereira se elegeu por duas vezes com os votos dos professores. Saiu de uma cidade distante, Cerejeiras, e totalmente desconhecido do cenário político estadual se não fosse a oportunidade que o Partido dos Trabalhadores lhe deu por vezes consecutivas. Foi um brilhante parlamentar. Ocupava a tribuna do parlamento estadual todas as sessões e seus discursos eram voltados à melhoria do ensino. Rompeu com o PT e com o Sintero devido à vitória de Nereu como deputado estadual pelo município de Alta Floresta e parlamentar por um mandato pelo PT. Nereu na época era presidente do Sintero.

Daniel Pereira irá receber a faixa de governador em breve e passará a ser o chefe maior do executivo estadual, porém nesse processo de negociação envolvendo os professores e o governo, quem deveria estar representando a administração teria que ser o vice-governador porque conhece a realidade do ensino em Rondônia e tem espaço para conduzir as negociações para pôr fim à greve. Não como fez o governador Confúcio Moura, que sempre utilizou o poder judiciário para “frear” a luta dos professores rondonienses. Atitude covarde para não dizer irresponsável. Confúcio é goiano que virou tocantinense em 1988, com a divisão dos Estados na época que o governador era Henrique Santilo (PMD), falecido e enterrado na sua cidade natal Anápolis, e em vida exercia a mesma profissão de Confúcio Moura: médico. Confúcio chegou a essa condição de ser governador por dois mandatos graças aos seus professores goianos e tocantinenses que lhe ensinaram com maestria que a maior riqueza de um cidadão é a educação. Confúcio faz carreira tanto na política quanto na medicina porque teve bons professores que até os 1970 tinham salários melhores do que os atuais. Porém, se esqueceu dos professores dos dois Estados que sempre visita anualmente, principalmente a cidade de Goiânia que tem restaurantes ótimos onde o governador adora comer arroz com pequi com sua família. 

Confúcio Moura já está em campanha a senador na chapa do MDB que tem o senador Valdir Raupp companheiro tentando sua reeleição que será barrado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado de Rondônia por ser ficha suja. Espero que ambos sejam derrotados e voltem às suas antigas profissões: uma de médico e a outra de vendedor de bateria em Rolim de Moura. Os professores devem se unir nesse período eleitoral que terá início em maio e se mobilizem no Estado para fazer campanha contra os dois candidatos. Confúcio Moura mostrou neste momento de greve dos professores sua verdadeira faceta: ojeriza às justas reivindicações da categoria mais sofrida e penalizada nacionalmente: a do educador. Até quando teremos governantes que pisam nos professores e mentem em campanha eleitoral de que investem no ensino? Mas antes de concluir, não posso de pleitear o engajamento de Daniel Pereira nesse processo de negociação envolvendo a greve dos professores e não faça como o titular da cadeira do Palácio Tancredo Neves: use o diálogo e não o poder judiciário para resolver os graves problemas da educação no Estado de Rondônia. Pagar salário em dia é obrigação de todo governante. Investir na educação é uma prioridade número um para quem deseja mudar essa estatística que coloca a nação brasileira titular de um dos sistemas piores na área pedagógica.

Texto: Ronan Almeida de Araújo é proprietário do site Giro Central e jornalista registrado no Ministério do Trabalho sob o número 431/98/RO.


Veja também sobre Politica Educação
Cargando...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9842-96737

atendimento@planetafolha.com.br

2016 - 2018: Planeta Folha é uma publicação de Planeta Folha - ME. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização por escrita da direção, mesmo citando a fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato! ou fale diretamente com nossa redação - (Fale conosco pelo WhatsApp)
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo