Banner juvino publicidade

Educação

Politica 08/12/2017 19:49 Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Confúcio Moura firma pacto pela aprendizagem em São Miguel do Guaporé; Meta é transformar município em referência

De acordo com coordenador regional de Educação de São Francisco e São Miguel do Guaporé, José Maurício de Carvalho, o município possui 2.314 alunos na rede estadual de ensino distribuídos em quatro escolas e 3.315 alunos na rede municipal em 12 escolas.

‘‘Todos nós temos um compromisso com São Miguel do Guaporé. Daqui a três anos o município será referência em educação. A salvação do Brasil pode começar por aqui. Podem contar conosco ou vai ou racha. Está selado o pacto’’, disse o governador em Rondônia Confúcio Moura durante a solenidade realizada ontem (7)  e que marcou o Pacto pela Aprendizagem em São Miguel do Guaporé.

De acordo com coordenador regional de Educação de São Francisco e São Miguel do Guaporé, José Maurício de Carvalho, o município possui 2.314 alunos na rede estadual de ensino distribuídos em quatro escolas e 3.315 alunos na rede municipal em 12 escolas. A nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental está entre 4 a 4,5 e do Fundamental 2, entre 4,5 a 5, quando segundo o coordenador o ideal seria 6.

ATENÇÃO: Quer acompanhar mais informações exclusivas? CURTA nossa página no Facebook, CLICANDO AQUI!

Melhorar esses índices a partir de agora é um compromisso do governo de Rondônia e da prefeitura de São Miguel do Guaporé. ‘‘Nós identificamos que eles têm bons indicadores, está faltando os alunos aprenderem mais e o objetivo desse pacto é dar condições para que São Miguel possa de destacar no cenário estadual’’, afirma a diretora geral de Educação da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Angélica Ayres.

Durante o encontro, o governo de Rondônia compartilhou boas práticas desenvolvidas no Estado que podem ser aplicadas no município. Entre elas o secretário de Educação Valdo Alves apontou o projeto Amigos Voluntários do Educando que teve início este ano nas escolas estaduais.

Atualmente 247 voluntários estão ativos e auxiliam na alimentação escolar, na limpeza e também como educadores sociais nas mais diferentes áreas de saberes. ‘‘As políticas públicas do Estado estão sendo alinhadas com a dos municípios. Investimentos estão sendo feitos e nós vamos compartilhar o que Estado faz com os municípios’’, disse.

Diretora do Colégio Tiradentes de Jacy-Paraná

Enquanto que o gerente de prestação de contas Cássio Santos Gama apontou a importância do Programa de Apoio Financeiro (Proafi) e do Programa de Apoio Financeiro às Escolas Municipais (Proafem) que descentraliza a compras necessárias para uma escola que deixa de ser feita pela secretaria e passar a ser de responsabilidade dos gestores escolares.

‘‘O gestor consegue adquirir bens e serviços para manutenção da escola. É uma autonomia monitorada em que existe um plano de ação que a secretaria acompanha a execução dessas contratações. O que tira os entraves e traz eficácia’’, afirma Cássio.

Também foi uma oportunidade de mostrar as escolas que tem se destacado em Rondônia, a exemplo do Colégio Tiradentes da Polícia Militar Unidade Jacy-Paraná (CTPM II). A diretora do colégio, tenente Erika Ossuci, disse que o foco dos educadores tem que ser o desenvolvimento do aluno.

‘‘A comunidade tem que está presente na escola. Temos que mudar nossa visão em relação ao ensino e aprendizado, abrir a nossa mente, ouvir outras pessoas, incluir novas práticas. A educação tradicional, a boa educação, cabe em qualquer lugar independente de ser escola militar ou não. O civismo ajuda na formação do indivíduo, faz parte dos valores que a gente tem que ter’’, considera a tenente Ossuci.

O superintendente Estadual de Comunicação, Domingues Júnior, levou o público formado por educadores e autoridades políticas do encontro a refletir sobre a importância da comunicação para a transformação da educação e da sociedade. ‘‘Existem mudanças que precisam ser feitas na nossa mente, precisamos aprender a ouvir, são vidas distintas.  É preciso considerar a experiência do outro que aprendeu e hoje pode ensinar. É a dor do outro que já foi a minha. Certamente cada um de nós tem alguma coisa a oferecer e muito a aprender’’, afirma.

Inclusive o encontro que marcou o Pacto pela Aprendizagem surgiu de um diálogo entre o governador e o prefeito Cornélio, o que mostra a força da comunicação e também de um sonho comum entre eles: fazer a educação de qualidade avançar.

‘‘Esse momento significa muito para São Miguel do Guaporé. Nós passamos por um momento difícil na política do país e a educação é a única forma de enfrentarmos essa crise. A nossa educação vem sendo desgastada e com essa parceria vamos melhorar o aprendizado no nosso município’’, considera o prefeito de São Miguel do Guaporé Cornélio Duarte.

Para Confúcio, é fundamental derrubar a barreira entre Estado e Município. ‘‘Não tem isso de aluno da escola estadual e aluno da escola municipal. Temos que nos unir para fazer com que o aluno goste de estudar. Associe educação com música, com skate, com práticas esportivas, dança poesia. Vamos despertar talentos’’, afirma o governador.


Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9992-49411

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo