Banner juvino publicidade

Política

Confira 18/05/2017 10:32 Último Segundo - IG

Acusado de receber mala de dinheiro, primo de Aécio Neves é preso

Após a irmã do agora senador afastado ser detida, Polícia Federal prendeu Fred, primo de Aécio que teria recebido R$ 2 milhões de empresário da JBS

O primo do agora senador afastado Aécio Neves (PSDB)  foi preso preventivamente na manhã desta quinta-feira (18) pela Polícia Federal. A informação surge momentos após a irmã do presidente nacional do PSDB ser detida em Belo Horizonte.

O primo de Aécio Neves , Frederico Pacheco de Medeiros, conhecido como Fred, foi mencionado pelo dono da JBS, o empresário Joesley Batista, como o responsável por receber uma mala com R$ 2 milhões  solicitados por Aécio.

De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, também foram detidos hoje o assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG), Menderson Souza Lima e a irmã do operador financeiro Lucio Funaro, chamada Roberta.

Os mandados de prisão preventiva foram autorizados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) com base na delação de Joesley Batista.

Entenda o caso contra Aécio

Joesley Batista entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma gravação na qual Aécio pede R$ 2 milhões ao empresário para ajudar a pagar a sua defesa na Lava Jato. A informação foi divulgada na noite desta quarta-feira pelo jornal O Globo .

O dinheiro teria sido entregue a Frederico Pacheco de Medeiros, o Fred, que é primo de Aécio e coordenou a campanha do tucano para o planalto. "Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara", teria dito Aécio, em conversa gravada. Um dos quatro pagamentos de R$ 500 mil foi filmado pela Polícia Federal. Quem entregou o dinheiro ao primo de Aécio foi o diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud, hoje um dos delatores.

A PF seguiu Fred, que foi filmado repassando a pagamento a Mendherson Souza Lima, assessor parlamentar de do senador Zezé Perrela (PSDB-MG), amigo pessoal e aliado político de Aécio. Ainda segundo a reportagem, o dinheiro teria sido rastreado até uma empresa que pertence a Gustavo Perrela, filho de Zezé Perrela. Não existe, segundo a PGR, nenhuma indicação de que o dinheiro tenha sido repassado para algum advogado de Aécio Neves.


Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo