Banner juvino publicidade

Artigos

Politica 09/02/2018 18:40 Fonte: Planeta Folha - por Dr. Ronan Almeida de Araújo

Professores prometem lotar a Câmara Vereadores para impedir que seja aprovado o fim da gratificação do magistério no município Costa Marques

A Câmara de Vereadores de Costa Marques marcou para esta hoje à noite às 19:00 horas, no auditório da Secretaria Municipal de Educação para deliberar sobre projeto do prefeito Mirandão que acaba com a gratificação dos professores da rede municipal de ensino. A secretária municipal de Educação, esposa do prefeito, está situação bastante constrangedora porque ela é quadro de carreira do magistério da prefeitura e defender a aprovação do fim da gratificação será espécie de “traição” à própria categoria que pertence. O prefeito está muito empenhado na aprovação do projeto porque alega que o município está em situação financeira difícil e precisa diminuir gasto com o setor d e pessoal para se adequar à Lei de Responsabilidade Fiscal que não permite gasto acima de 54% com despesas relacionadas à folha de pagamento. Hoje o município está gastando algo em torno de 60%, o que pode, inclusive, ocorrer a reprovação das contas do prefeito por parte do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, que precisa ser referendado pela legislativo para tornar Mirandão inelegível pelo período de 08 (oito) anos.

Os professores alegam que já ganham um salário muito ruim e se cortar a gratificação seu poder de compra vai piorar, sendo que muitos ficarão sem incentivo para continuar atuando no magistério diante da desvalorização do profissional pedagogo por parte da administração. Dezenas de professores ligaram para a redação deste site na condição de anonimato dizendo que se os vereadores aprovarem o fim da gratificação do magistério, a partir de segunda-feira vão paralisar suas atividades em protesto contra a prefeitura e contra os próprios vereadores que venham a votar favoravelmente pela aprovação da lei complementar que trata do corte da gratificação do professor do município de Costa Marques. 

Alguns pais e alunos enviaram várias mensagens para manifestando contrariedade da forma como o executivo vem tratando a classe dos professores pertinente ao corte da gratificação. Disseram que se o projeto for aprovado trará enorme prejuízo à comunidade acadêmica que envolve professores, pais e alunos, pois a prefeitura tem outra forma de diminuir gasto na folha de pagamento sem mexer com o salário do professor, que não é responsável pelo município estar passando por dificuldade financeira. Eles ressaltaram ainda que o prefeito não dá exemplo de economizar porque no ano passado gastou demasiadamente com diárias. Por último, disseram que o corte representa pouca coisa no impacto da folha de pagamento porque a gratificação dos professores gira em torno de R $ 400 mensais e essa gratificação é uma conquista antiga da classe e tirá-la agora é simplesmente uma atitude contrária aos interesses da melhoria da educação no município.

Texto: Ronan Almeida de Araújo é proprietário do site Giro Central e jornalista registrado no Ministério do Trabalho sob o número 431/98/RO.


Veja também sobre Costa Marques Politica
Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9842-96737

atendimento@planetafolha.com.br

2016 - 2018: Planeta Folha é uma publicação de Planeta Folha - ME. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização por escrita da direção, mesmo citando a fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato! ou fale diretamente com nossa redação - (Fale conosco pelo WhatsApp)
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo