Banner juvino publicidade

Artigos

Educação 17/11/2017 13:22 Fonte: Planeta Folha - por Prof. POLINI

Consciência Negra - por Prof. Polini

Segunda feira, 20 de Novembro, conforme a lei federal 12.519/2011 foi instituída data do Dia Nacional da Consciência Negra. Nos estados do Amapá, Alagoas, Amazonas, Mato Grosso, Rio de Janeiro e em milhares de cidades pelo país é feriado, isso fica por conta de leis de cada estado e também nos municípios.  O grande objetivo da instituição desta data é de promover uma ampla reflexão da inserção da população negra na sociedade brasileira. Haja vista que eles foram imprescindíveis em nossa História. Além disso, essa data também é um convite para que as pessoas pensem mais, e que tenham mais respeito da importância dos afro descendentes na formação da nossa cultura e da própria nação, para que o preconceito racial existente possa ficar cada vez mais no passado.

 HISTORIANDO...

Esta data é uma forma para homenagear o líder ZUMBI que foi um marco humano na época do período colonial, lembrar sobre a formação dos quilombos entre outros pontos imprescindíveis registrados na história nacional, fortalecendo assim mitos e referências da cultura e trajetória dos negros no Brasil. A escola nos ensinou que a escolha da data não foi ao acaso, pois em 20 de novembro de 1695, foi registrada a morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, pelas tropas coloniais. 

Para mais informações exclusivas, é só CLICAR AQUI, e curtir a nossa página no Facebook!

Localização Geográfica: O Quilombo dos Palmares ficava onde hoje é o estado de Alagoas e é considerado historicamente como o maior quilombo territorial e temporal do Brasil, registros citam que foram aproximadamente 100 anos. Em seu auge, com uma população estimada entre 25 mil a 30 mil negros. Tinha funcionamento comparado há um Estado dentro de outro Estado. Assim os negros fugiam do sistema escravista e se refugiavam nestas localidades com área de difícil acesso, porém, com solos ricos em nutrientes. Existia no quilombo um corpo bélico (armas), que eram adquiridas por meio de escambo (trocas), realizadas com alguns fazendeiros no entorno, também por assaltos e pela comida e alimentos que produziam.

Movimentos Sociais e Eventos Educacionais: O grande passo para diversos movimentos sociais passar a ganhar mais espaço na política, foi com o chamado “Movimento Negro”, garantido pela Constituição Federal de 1988, pode-se inclusive comemorar a inserção de cotas raciais na educação, e a obrigatoriedade do ensino da Cultura e História Afro-Brasileira e a própria lei do preconceito de raça ou cor.  Os eventos educacionais desencadeiam reflexão sobre a temática, e atualmente é realizada uma série de atividades pertinentes à temática da diversidade étnica africana que proporcionam uma semana de palestras, debates, exposições e workshops, seminários, oficinas, audiências públicas e as tradicionais passeatas em diferentes ambientes sócio-educacionais. Lembrando que de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LDB, todas as instituições de ensino devem comemorar o Dia 20 de Novembro como “Dia Nacional da Consciência Negra.

Nós seres humanos pertencemos à mesma espécie, “Homo sapiens”, é lamentável vermos no cotidiano a prática do preconceito racial, um famoso GLOBAL foi substituído como apresentador por ter cometido a ignomínia para com um cidadão. Isso fomentou diversas opiniões nas redes sociais e nos diferentes canais de comunicação, um ato de doença insidiosa moral e social que o afetará socialmente. Somos aparentemente diferentes, temos distintos problemas, mas é fato que não devemos nos deixar contagiar por sintomas evidentes que atinge uma grande parcela da população, as quais destacam: a intolerância, a separação e o ódio. Lembrem - se, que a única causa subjacente do preconceito racial é a ignorância. 

Prof.POLINI
Licenciado em Geografia e História

Especializado em Gestão e Educação Ambiental

Professor da Rede Estadual de Ensino RO.


Cargando...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9842-96737

atendimento@planetafolha.com.br

2016 - 2018: Planeta Folha é uma publicação de Planeta Folha - ME. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização por escrita da direção, mesmo citando a fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato! ou fale diretamente com nossa redação - (Fale conosco pelo WhatsApp)
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo