Banner juvino publicidade

Artigos

Politica 16/11/2017 17:06 Fonte: Planeta Folha - por Dr. Ronan Almeida de Araújo

Projeto de revitalização da praça dos Dois Poderes em Costa Marques precisa urgentemente ser aprovado pelo poder público

Apresento à apreciação da Câmara Municipal projeto de revitalização da praça dos Dois Poderes, prefeitura e legislativo, no centro de Costa Marques, para que os nobres vereadores possam analisar e se possível aprová-lo o quanto antes. Não é possível que tenhamos que conviver com a triste situação da praça principal da cidade, pois são necessárias medidas que tornem melhor o visual do local, como poda das árvores, conserto da iluminação, recuperar a pista que circula toda a praça, e, principalmente, fazer plantio de flores nos canteiros, trocando o matagal pela beleza da natureza que naturalmente fará dessa importante praça um ambiente agradável à população. 

ONDE BUSCAR RECURSO 

Tenho plena certeza de que o poder legislativo está melhor financeiramente do que o executivo, pois dinheiro existe o suficiente para que seja aplicado na revitalização da praça, fazendo parceria com a prefeitura no sentido de que os dois poderes invistam recurso para melhorar o visual da praça, pois como está não pode continuar, inclusive parte da praça virou uma espécie de motel e encontro de usuário dependente de drogas, prejudicando a presença de pessoas no local interessadas unicamente em fazer caminhada e trocar um bom bate-papo entre amigos. Então, sugiro que a Câmara Municipal utilize o dinheiro que tem em caixa para investir na praça, até porque o poder legislativo é o principal interessado na melhoria do ambiente, uma vez que o prédio do legislativo está construído bem no centro da praça, e certamente os vereadores estarão proporcionando à comunidade um local para movimentar a cidade, particularmente no período noturno. 

PARCERIA COM A COMUNIDADE 

Quando morava na cidade de Goiânia, lembro-me muito de um projeto semelhante posto em prática na época que o prefeito se chamava Nion Albernaz, neto de Cora Coralina, a maior poetisa do Estado de Goiás. O aludido prefeito criou a Secretaria de Parques e Jardins em parceria com a comunidade que deu muito certo. O projeto consistia da seguinte forma: a prefeitura construía a praça e plantava árvores e flores, enquanto as pessoas residentes nas proximidades da praça, cuidavam dela para evitar que vândalos transformassem o local em um lugar promíscuo à marginalidade, como tem ocorrido na praça de nossa cidade, pois se aparecer alguém que pensa ao contrário, isto é, que a realidade de nossa praça não é essa que ora estou traçando, mudo de opinião radicalmente. Então, porque não fazer o mesmo aqui em Costa Marques, convidando a comunidade para ajudar na conservação da praça para tornar-se parceiro do poder público na conservação do ambiente, como por exemplo, escolhendo alguém para ser padrinho de duas ou mais árvores que ficarão sob os cuidados dessa pessoa que atuará como “fiel depositário” desse patrimônio chamado verde. O mesmo deve ocorrer com relação às flores, que devem ser plantadas em 80% da praça, reservando espaço para os apaixonados do vôlei e outras modalidades esportivas, hábitos estes praticados por muitas pessoas. O morador quando encontra espaço adequado e bem tratado em uma praça, tem hábito de quase sempre voltar ao local para fazer exercício, caminhada, ouvir uma música, namorar, e porque não se apaixonar. É lamentável ver a praça abandonada, da qual merece urgentemente atenção do poder público para atrair mais pessoas no local e também dar uma presença aos turistas que visitam nossa cidade. 

CONCLUSÃO 

Não entendo porque o legislativo de Costa Marques não observa essa realidade de que a nossa praça central está carente de zelo e de cuidado. Os nove vereadores de Costa Marques precisam colocar o cérebro para pensar e elaborar projetos que tragam melhorias à nossa cidade, pois depende basicamente do legislativo para que novas ideias sejam postas em prática pelo poder executivo que também deve fazer sua parte e se interessar mais pela limpeza das ruas, das avenidas e das praças para tirar essa imagem negativa que verificamos diariamente, como por exemplo, na Avenida Limoeiro, que parece que nunca foi objeto de conservação pela prefeitura, com areia tomando conta da avenida, moradores convivendo com galhos de árvores jogados pelas próprias pessoas que na sua grande maioria não ajudam o poder público a tornar Costa Marques mais bonita, trabalhando na conscientização da população para evitar jogar lixo na porta de sua casa, para cobrar que construa calçada e tornar a frente de sua residência mais valorizada e preservada. 

Para mais informações exclusivas, é só CLICAR AQUI, e curtir a nossa página no Facebook!

Até quando vamos conviver com essa situação de que não fazemos o dever de casa pela melhoria e embelezamento de Costa Marques? Será que nossa cidade será sempre assim? Chegará um dia que poderemos dizer que o povo dessa cidade é o mais organizado em relação à conservação das ruas e sempre colaborar do poder público? Tenho que fazer esses comentários assim porque algo precisa ser feito o mais depressa possível, haja vista que o tempo vai passando e não enxergamos melhoria no que diz respeito à beleza de nossa cidade. Veja o que está acontecendo com o nosso Rio Guaporé, que aos poucos está em processo de “falência múltipla dos órgãos”, ou melhor, com “câncer”, onde pessoas saem de suas casas e jogam geladeira, fogão, plástico, ferro, entulho, lixo de todo tipo nas margens do rio, transformando-o numa espécie de “cemitério de águas em decomposição”. Ajudem a conservar a nossa cidade, o nosso rio e as nossas florestas. O meio-ambiente agradece. Espero que pelo menos os vereadores de nossa cidade leiam este artigo e parem de postar mensagens idiotas contra a minha pessoa nas redes sociais sobre o que sobre Costa Marques e comecem a criar projetos que valorizem o meio-ambiente e que revolucionem radicalmente nosso pensar e nosso olhar diferente da grandeza de Costa Marques que merece ser melhor tratada por pessoas comprometidas com a sustentabilidade ecológica tão carente no município. 

Texto: Ronan Almeida de Araújo é jornalista registrado no Ministério do Trabalho sob o número 431/98/R0.


Veja também sobre Costa Marques
Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9992-49411

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo