Anigif  3

Artigos

Regional 03/11/2017 23:20 Fonte: Planeta Folha - por Dr. Ronan Almeida de Araújo

Promotor público da comarca de São Miguel do Guaporé: o terror dos políticos corruptos

Milito como advogado na comarca de São Miguel do Guaporé desde 2005 quando foi instalada. Convivi com muitos promotores até agora, mas não há outro tão bom e competente quanto o doutor Jonatas Albuquerque Pires Rocha, que está com quase três anos atuando como titular na comarca de São Miguel do Guaporé. Participei de algumas audiências com ele no fórum quando tive a oportunidade de conhecê-lo e também conversar institucionalmente na promotoria para tratar assunto de interesse de meus clientes. Trata-se de um ótimo profissional e extremamente gentil, com atuação fortíssima voltada contra os políticos corruptos que lesam o contribuinte de toda forma.

Doutor Jonatas Albuquerque é nordestino do Rio Grande do Norte e antes de se tornar promotor público, prestava serviço como agente da Polícia Rodoviária Federal. Ingressou na carreira do Ministério Público do Estado de Rondônia a menos de 06 anos, iniciando seu trabalho primeiramente em Buritis, depois Machadinho do Oeste e agora em São Miguel do Guaporé. É membro da Igreja Batista e sua esposa é filha de um pastor da cidade de Alvorada D´oeste.

Coordena uma equipe cuidadosa, inteligente e extremamente responsável, apesar de contar com poucos funcionários, em razão das dificuldades estruturais e financeiras que enfrenta o Ministério Público do Estado de Rondônia, que é um dos mais atuantes no combate à corrupção e desvio de dinheiro público perpetrado por políticos que ingressaram como agentes públicos para lesar o patrimônio da comunidade, que muitas vezes não tem um atendimento médico de boa qualidade, uma escola decente, uma ação social que não se faz presente na vida dos mais pobres, entre tantas áreas de um município com problemas de toda ordem, mas "administrado" por prefeito que não sabe fazer outra coisa a não ser desviar o que ainda resta de dinheiro em favor da população desassistida.

O promotor público de São Miguel do Guaporé é um exemplo de autoridade que nos orgulha e nos enche de esperança na luta por uma sociedade mais igualitária e respeitada, onde a máquina pública administrativa esteja realmente à disposição do povo para prestar serviço de boa qualidade aos mais excluídos, que são os marginalizados, a grande maioria da população dos municípios rondonienses. Homem da grandeza profissional do promotor de São Miguel é raro e serve como exemplo para àqueles jovens que hoje estão cursando direito e que um dia pretendem militar no serviço público trabalhando na carreira do Ministério Público do Estado de Rondônia ou de outro Estado do Brasil. Vale a pena seguir os exemplos do promotor de São Miguel. Espelhar-se nele é uma extraordinária referência no combate a atos ilícitos praticados por agentes públicos que desviam dinheiro para investir em patrimônio próprio, deixando a comunidade totalmente à mercê de assistência governamental.

Este artigo é uma simples homenagem a esse grande promotor público, que sempre tem organizado operações de combate à desvio de dinheiro público na Prefeitura de São Miguel do Guaporé, como a ocorrida hoje quando o representante da justiça pública descobriu um esquema praticado por um grupo de pessoas que estava desviando  recurso na reforma da quadra da feira da cidade, que no ano passado, devido a uma forte chuva, destruiu a cobertura da feira, porém agora com a “nova” administração do prefeito Cornélio, este já sofreu a primeira operação coordenada pela promotoria pública contra agentes públicos que estavam desviando dinheiro das obras da cobertura da quadra, os quais foram levados à sede do “parquet” com a condução coercitiva do ex-prefeito de Nova Brasilândia, Valcir Silas Borges, que até ontem era secretário de Fazenda de Cornélio, além de dois vereadores, Adilson da Eletrônica, e Marcão, ex-presidente da Câmara de Vereadores de São Miguel do Guaporé.

A vitória de Cornélio sobre Zenildo Pereira foi a maior surpresa nas eleições do ano passado no Vale do Guaporé. Zenildo, ligado ao Partido dos Trabalhadores, se destacou como um dos melhores prefeitos em Rondônia. Ocorre que os eleitores desavisados resolveram embarcar na onda da “mudança” e caíram do cavalo e agora estão bebendo do próprio veneno por não terem reeleito o ex-prefeito e ficam na mesma lorota de sempre: “Perdi meu voto para prefeito apoiando Cornélio”. “Estou arrependido em ter deixado de votar no Zenildo”. “Fui enganado e ludibriado por escolher Cornélio como prefeito”. Fiz meus prognósticos de que a prefeitura comandada por Cornélio Duarte não aguentava um ano sem escândalo. Acertei na mosca. Teremos que suportar o “novo” gestor por mais 3 anos e dois meses. Enquanto isso, vamos continuar “protestando” nas redes sociais porque somos um povo passivo e covardes, para não falar que também somos analfabetos contumazes por não saber votar corretamente. Porém, não podemos perder as esperanças de que no futuro bem próximo haveremos de ter outros promotores semelhantes ao doutor Jonatas Albuquerque Pires Rocha, que ficará marcado como homem público que merece uma placa no centro da cidade como o “terror dos políticos corruptos”.

Texto: Dr. Ronan Almeida de Araújo. É advogado e jornalista nas cidades de São Miguel do Guaporé e Costa Marques

Mais informações em nossa página no Facebook: CLIQUE AQUI E CURTE A NOSSA PÁGINA! 


Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772 - (69) 9937-71115

atendimento@planetafolha.com.br

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo