Banner juvino publicidade

Artigos

Artigos 21/09/2017 13:08 Fonte: Planeta Folha - por Dr. Ronan Almeida de Araújo

O judiciário não é responsável a resolver os problemas da corrupção no Brasil

Esse idiota do Exército que diz que "se o judiciário não resolver os problemas da corrupção no Brasil, nós vamos tomar o poder", merece ser expulso desta instituição liminarmente, sob pena de que se propague pessoa com o mesmo pensamento que faz parte da polícia mais respeitada do país, o próprio Exército.

Esse cidadão está aproveitando o momento atual de crise política para apimentar o ambiente nacional de jogar o povo contra a democracia, contra o legislativo e contra o próprio poder executivo nacional brasileiro.

E o pior é que tem muita gente burra que embarca na idéia desse general de assumir o poder sem o voto, sem a participação popular, sem a democracia, que é a maior força nacional com condições de trazer à nação uma nova esperança para que o povo brasileiro seja feliz como no passado recente, quando era governado por pessoas que fizeram da nação um espelho a tantas outras que viram no nosso país um exemplo de democracia, talvez a terceira do mundo, perdendo apenas para a Índia e depois para os Estados Unidos.

Ninguém que é inteligente quer a volta dos militares ao poder, porque lugar de militar é nos quartéis, nas ruas e nas grandes ações que exigem dos militares, que de vez em quando são chamados para atuar no Brasil em momento de crise, como por exemplo, a questão da segurança pública em alguns Estados brasileiros.

Fora Bolsonaro, fora Temer e democracia sempre no nosso país. Dr. Ronan Almeida de Araújo.


Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo