Banner juvino publicidade

Artigos

Artigo 17/09/2017 20:14 Fonte: Planeta Folha - por Dr. Ronan Almeida de Araújo.

Infidelidade conjugal: não existe dor maior na vida de um casal que se propõe a amar eternamente

Falar deste assunto infidelidade conjugal é a maior tristeza para mim porque nunca achei que o amor é o maior do compromisso entre duas pessoas que se propõem a amar eternamente.

Quando casamos, temos de pensar que assumimos a responsabilidade de não ter relação sexual com outra pessoa. Não é fácil. É uma luta diária.

O casamento exige renúncia e desejo de não cobiçar a mulher do próximo ou a mulher com intenção de sair com outro homem, que não seja seu próprio esposo. Quando ocorre a traição no casamento, você está traindo sua família, seus filhos, seu sogro, sua sogra e seus amigos.

Hoje os maiores crimes cruéis estão relacionados à traição, com notícias que bombam nas redes sociais diariamente. Homem matando mulher e mulher matando homem porque se descobriu que um traiu o outro. Existe fidelidade conjugal que dura para sempre em um relacionamento que dá exemplo de que é possível ter sexo somente entre duas pessoas que se respeitam.

Amar é você ser fiel, a maior exigência para um casamento duradouro. Não adianta dizer que ama sua mulher, mas trai a companheira ou vice-versa. Quem ama, de verdade, não tem essa de fazer sexo com a mesma pessoa é monótono, é repetitivo, é chato, etc.

O casamento é um sacramento e um compromisso acima de tudo com Deus. Ser infiel no casamento é uma traição a Deus, porque Ele se afasta da família e o divórcio quase sempre é eminente. Imagine um casal há 30 anos vivendo juntos com vários filhos e resolve romper essa longa vida a dois?

O recomeço com a constituição de outra família quase se transforma numa decepção porque dura pouco tempo e a depressão e o isolamento levam até mesmo ao suicídio, como vemos casos de pai que mata ex-mulher, os filhos e ceifa sua própria vida.

Portanto, lute para construir uma família que não aceita a infidelidade conjugal e procure amar seu companheiro ou companheira como a mais preciosa riqueza, maior do que qualquer objeto material. 

Dr. Ronan Almeida de Araújo.


Veja também sobre Artigo
Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo