Banner juvino publicidade

Agricultura

Economia 26/12/2016 22:31 EBC - Juliana Russomano

Urucum ganha espaço na agricultura familiar de Rondônia

Nessa área, o município de Cabixi, a 640 quilômetros da capital Porto Velho, se destaca.

A agricultura familiar de Rondônia é conhecida pelas produções de leite, café e peixe. Mas um outro produto vem roubando a cena no estado: o urucum, o corante natural mais famoso do planeta.

Nessa área, o município de Cabixi, a 640 quilômetros da capital Porto Velho, se destaca. Ele tem a segunda maior agroindústria do corante no Brasil, perdendo apenas para São Paulo.

Em Rondônia, este tipo de cultivo existe há mais de 20 anos. Da semente, é extraída uma a substância chamada bixina, que é usada como corante nas indústrias alimentícias, farmacêuticas, têxteis, de cosméticos e perfumarias.

De acordo com a Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater-RO), a produção de urucum é rentável. O quilo vale, em média, R$ 5,50.

O presidente da Emater de Rondônia, Francisco Mendes Sá Coutinho, em entrevista ao programa Nossa Terra, da Rádio Nacional da Amazônia, explicou que o crescimento do urucum é rápido e a produção pode ultrapassar os 2 mil quilos por hectare.

O mercado para este colorante natural vem apresentado alta desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) propôs o uso limitado de corantes sintéticos, principalmente nos alimentos.


Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9841-29772

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo