Banner juvino publicidade

Acre

Mistério! 24/11/2017 21:08 Fonte: AC 24Horas

Adolescente morta nas águas do rio Acre era filha de Delator do Esquadrão da Morte

Ocorre que, de acordo com o delegado, Naythami apresentou uma lesão no pescoço e no momento de sua queda outras pessoas estavam com ela no local do incidente.

A adolescente Naythami Oliveira, de 16 anos, encontrada morta nas águas do rio Acre na última segunda-feira, 20, pode ter sido vítima de homicídio, informou o delegado Rêmulo Diniz, da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP).

Até a segunda-feira, quando a adolescente foi encontrada nas águas do rio Acre próximo ao bairro 06 de Agosto, falava-se na hipótese de suicídio. A informação, a priori, era de que ela teria se jogado da passarela Joaquim Macedo. Ocorre que, de acordo com o delegado, Naythami apresentou uma lesão no pescoço e no momento de sua queda outras pessoas estavam com ela no local do incidente.

“Há possibilidade de homicídio por conta que ela apresentou uma lesão no pescoço. Só que a perícia ainda deve ser concluída. Estamos aguardando o exame laboratorial e a perícia médico legista pra saber se quando ela caiu na água houve ingestão de água que possibilitou a morte por afogamento ou se essa lesão ocorreu antes de ela cair na água.”

ATENÇÃO: Acompanhe mais noticias como está curtindo a nossa página no Facebook, CLIQUE AQUI!

Garota era filha de delator do Esquadrão da Morte

No contexto das investigações sobre a causa da morte de Naythami surge a informação de que ela era filha de Emmanuel Opok, um dos delatores do Esquadrão da Morte, grupo responsável por diversos crimes nos anos 1980 e 1990 no Acre.

Emmanuel foi motorista de Hildebrando Pascoal durante 04 anos e na época das prisões dos integrantes do Esquadrão da Morte ajudou o Ministério Público a montar a denúncia, principalmente, contra o ex-coronel e ex-deputado federal.

A polícia não descarta nenhuma hipótese sobre a possível morte da garota, inclusive a de vingança contra o pai dela. “Não podemos descartar”, afirma o delegado Rêmulo Diniz.

“Ainda não foi comprovado nada. Até porque ela estava na presença de outros adolescentes e jovens”, afirma.


Veja também sobre Acre Esquadrão da Morte
Loading...

Informações de contato

Planeta Folha

(69) 9992-49411

atendimento@planetafolha.com.br

Permitida a reprodução com citação da fonte. Os conteúdos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores. As pessoas citadas nos conteúdos têm direito de resposta garantida. Dúvidas entre em contato!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo